Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Monitores prosseguem atendimento individualizado a Estudantes com Necessidades Educacionais Específicas

Publicado: Terça, 09 de Abril de 2024, 13h41 | Última atualização em Quarta, 10 de Abril de 2024, 13h43 | Acessos: 617

Ação do Campus Votuporanga começou em 2021 e já atendeu 14 estudantes


O professor Bizio ao lado dos novos monitores AENEE Angelo Monteiro Fenti e Adrielle de Morais Vieira e do professor Alessandro de Oliveira, secretário do Napne [Fotografia: arquivo do IFSP]


Em março deste ano letivo, quatro monitores iniciaram atendimentos individualizados a estudantes dos cursos técnicos e superiores atendidos pelo Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Educacionais Específicas (Napne) do Campus Votuporanga. Bolsistas selecionados por meio do edital 11/2024, os monitores dedicam 15 horas semanais e também são estudantes de cursos regulares.

A atuação dos Acompanhantes de Estudantes com Necessidades Educacionais Específicas, denominados pela sigla AENEE, visa à integração e o desenvolvimento educacional dos que apresentam elevada capacidade ou dificuldades de aprendizagem. Os momentos dentro e fora da sala de aulas estão incluídos na perspectiva do acompanhamento individualizado e a duração de 8 meses cobrirá os dois semestres letivos de 2024.

A adoção da estratégia de utilizar o programa institucional de Bolsas de Ensino do IFSP para mobilizar AENEE surgiu do crescimento da demanda atendida pela Coordenadoria Sociopedagógica (CSP) e pelo Napne, ainda durante a crise sanitária (pandemia), resultando na implementação da ação durante o 2º semestre letivo de 2021, quando 7 estudantes foram acompanhados.

 

Professor Bizio e o novo monitor Vinícius Carlota Silva, do curso de Sistemas de Informação [Fotografia: arquivo do IFSP]


Cada estudante acompanhado corresponde a 1 Projeto de Ensino junto ao Napne, que conta com a CSP no apoio aos professores, responsáveis pela formulação de um Plano de Educacional Individualizado, o PEI, para cada disciplina.

A ação iniciada em 2021 no Campus Votuporanga teve continuidade em 2022 e 2023, totalizando 14 estudantes já acompanhados individualmente pelos monitores AENEE. Foram atendidos casos de deficiência física, intelectual e paralisia cerebral, além dos referentes a transtornos: Dislexia, Discalculia e Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH). Em, 2024, surge demanda do Transtorno do Espectro Autista (TEA). Os recursos para pagamentos das bolsas dos monitores são do próprio campus.

 

"Uma grande contribuição no processo de intervenção junto aos estudantes de Educação Especial, no sentido de um ensino colaborativo, com incidência positiva para o professor em sala de aula"

A psicopedagoga Danitiele Calazans acompanhou a implantação da monitoria AENEE no Campus Votuporanga [Fotografia: arquivo do IFSP]


Avaliação. A psicopedagoga Danitiele Maria Gonçalves Calazans, doutora em Educação Especial, trabalhou de junho de 2021 a maio de 2023 como professora substituta no Campus Votuporanga e integrou a equipe do Napne, tendo acompanhado a implantação da monitoria AENEE.

Em 2022, no retorno ao ensino presencial, participou da seleção e da ambientação dos monitores. “As reuniões sempre incluíam os monitores, que ajudavam bastante no período de avaliações e se constituíram como interlocutores”, rememora.

“Tiveram uma grande contribuição no processo de intervenção junto aos estudantes de Educação Especial, no sentido de um ensino colaborativo, com incidência positiva para o professor em sala de aula. No geral, o nível de responsabilidade dos monitores foi alto”, analisa.

 

O estudante Kayke Nunes, o professor Bizio, a psicopedagoga Aline Paz Freitas Gonçalves, as Técnicas de Apoio ao Estudante Ana Cláudia dos Reis e Waleska Zurineth Hernandez, e Juliana Remanaschi Leão (selfie), intérprete/tradutora de Libras, no mural de divulgação do III Simpósio de Inclusão [Fotografia: arquivo do IFSP]


Em 2023, houve a ampliação da equipe multiprofissional do Napne com a contratação de profissionais por tempo determinado. De agosto a dezembro, as Técnicas de Apoio ao Estudante Ana Cláudia dos Reis, Juliana Brandão de Oliveira e Waleska Zurineth Hernandez estiveram em ação para casos de Educação Especial, em conjunto com Juliana Remanaschi Leão, intérprete de Libras. No período, também atuou a psicopedagoga e doutora em Educação Especial Aline Paz Freitas Gonçalves, que colaborou na condução do trabalho dos monitores AENEE. Na quarta-feira da semana passada, 3 de abril, visitou o campus para uma roda de conversa sobre maternidade atípica.

Para Lucimar Bizio, coordenador do Napne, a experiência durante o ano letivo de 2023 provou que o setor, em conjunto com o Sociopedagógico (CSP), foram beneficiados pela cooperação dos AENEE e dos profissionais contratados. “Sim, podemos dizer que se formou uma rede de apoio institucional…. O bolsista (monitor AENEE) trazia o relato para o profissional, que estruturava as atividades que seriam feitas no reforço, auxiliava o professor com possíveis atividades didático-pedagógicas”, diz.

Quando analisa a atuação dos monitores AENEE em si, considera o resultado “positivo primeiramente para o aluno atendido, que se sente bem em ter um outro estudante que o acompanha; é um auxílio para o professor e uma troca grande entre aluno, Napne e sala de aula”. Bizio também destaca o benefício da experiência pedagógica para a formação profissional e pessoal dos monitores.

Segundo o docente, o balanço amplo da ação institucional será feito após o encerramento do ano letivo de 2024, em razão da possível conclusão de curso de estudantes atendidos a partir de 2022 pelos AENEE.

 


Napne. O núcleo existe desde 2014 no IFSP e, em 2022, por força da portaria normativa 13/2022, tornou-se setor no organograma institucional. No Campus Votuporanga, o coordenador é o professor Bizio, educador e intérprete de Libras com mais de trinta anos de experiência com surdez no meio escolar. No total, atualmente, 22 servidores compõem o Napne.

De 27 a 29 de maio, haverá a Semana das Singularidades no Campus Votuporanga, evento organizado pelo Napne a partir das experiências com Educação Especial e inclusão em três edições do Simpósio de Inclusão.

O email para contato com a equipe do Napne é: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

registrado em:
Assunto(s): Napne , AENEE , Educação Especial ,
Fim do conteúdo da página