Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Estudo realizado por pesquisadores do IFSP e Unesp é selecionado pela Fapesp

Publicado: Quinta, 07 de Abril de 2022, 17h09 | Última atualização em Quinta, 07 de Abril de 2022, 20h16 | Acessos: 241

O professor Luciano Magrini do Câmpus Votuporanga em parceria com a docente Marla Cilene Gadotti da UNESP - Rio Claro tiveram o projeto regular “Análise Qualitativa e Numérica de Modelos Epidemiológicos da Covid-19 via Equações Diferenciais com Retardamento” aprovado na FAPESP, na área de Matemática Aplicada.

O projeto fará uma análise dos modelos epidemiológicos da Covid-19 analisando os sistemas que recentemente têm sido publicados em trabalhos escritos  de  2020 e 2021, nos quais se faz um estudo da evolução da pandemia, mas ainda sem investigação teórica dos  modelos quanto ao comportamento assintóticos, existências de periodicidades e de outros fenômenos topológicos em relação ao comportamento do sistema em estudo. Eles devem ser analisados em qualquer modelo robusto de interesse da  comunidade interessada. 

Estes dados são fundamentais para que se compreenda a evolução dos modelos propostos e também entender a dinâmica epidemiológica da COVID-19 em diversos cenários. O projeto trata das aplicações da teoria das equações com retardamento em modelos epidemiológicos com ênfase nos recentes estudos relacionados com a modelagem da pandemia de COVID-19. 

O projeto submetido tem a professora Marla Cilene Gadotti  (UNESP - Rio Claro) como responsável e o  docente Luciano Magrini como pesquisador associado ao projeto.

Nessa pesquisa, o foco está nos estudos baseados nas análise qualitativa e numérica de modelos epidemiológicos da covid-19 via equações diferenciais com retardamento. O professor Luciano tem experiência na área de Matemática Computacional e Análise de Sinais e o projeto será desenvolvido em parceria com a professora Marla Gadotti, que desenvolve suas pesquisas na área de Análise Funcional estudando especificamente as equações funcionais com retardamento. O encontro das especialidades de cada um dos pesquisadores é fundamental para a obtenção do sucesso desejado na condução da pesquisa.

Os pesquisadores pretendem investigar tais modelos, em suas formulações originais e também em modificações propostas ao longo desta pesquisa, em uma perspectiva matemática ao se considerar questões clássicas como a existência e unicidade de soluções, existência de soluções periódicas, estabilidade e comportamento assintótico, ainda pouco abordadas nos trabalhos publicados.  Adicionalmente, via simulações numérico-computacionais das dinâmicas epidemiológicas considerando populações e cenários distintos dos estudados, os pesquisadores esperam ampliar o conhecimento destas dinâmicas.

O projeto será desenvolvido entre maio/2022 e abril/2024 e contará com recursos de R$13 mil, para aquisição de um computador adequado ao estudo e valores destinados às diárias e passagens para que as discussões dos resultados sejam realizadas de maneira presencial.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página