Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Curso de Licenciatura em Física é contemplado com 24 bolsas da Capes

Publicado: Terça, 09 de Junho de 2020, 18h00 | Última atualização em Quinta, 11 de Junho de 2020, 02h04 | Acessos: 580

Edital de seleção de bolsistas será publicado em breve


Delegação do curso de Física no 6º CIENP (2019)


528 bolsas para o Pibid e 336 para Residência Pedagógica, eis o montante obtido pelo IFSP por meio de edital nacional da Capes para fomento de cursos de licenciatura. Concorreram 564 propostas de 302 instituições de ensino superior. A qualificação da formação de professores da educação básica no Câmpus Votuporanga será impulsionada durante 18 meses por 16 bolsas para o Pibid e 8 para Residência Pedagógica no curso de Física. O valor de cada bolsa é de R$ 400,00.

 

O professor Eduardo Rogério Gonçalves, coordenador do curso de Licenciatura em Física, destaca que as bolsas obtidas para o Pibid do curso dobraram em comparação com 2019. “Sem dúvidas, fruto do esforço de um coletivo de docentes que trabalharam nas férias de janeiro e até mesmo no carnaval”, conta. Os dois programas são mecanismos de contenção à evasão nos cursos de licenciaturas e eficazes na melhoria da qualidade da educação básica.

 

Estudantes Artur Candido e Emanuel Lemes, do Pibid de Física, apresentam trabalho no 6º CIENP (2019)


Desde agosto de 2018, o curso realiza ações didático-pedagógicas via Pibid na E.E. Enny Tereza Longo Fracaro, localizada no Bairro Pozzobon, próximo ao câmpus. O Pibid do IFSP (todos os câmpus) é coordenado institucionalmente pela professora Anna Isabel Nassar Bautista Saraiva, do Câmpus Votuporanga, que esteve a frente da implantação das ações locais naquele ano. Para a docente, o Pibid 2020-2021 tem à frente vários desafios. O primeiro deles, garantir a quantidade de bolsas durante os 18 meses de projetos. "Isso porque, na edição passada e pela primeira vez na história do programa, tivemos um corte significativo de bolsas no meio do projeto", contextualiza.

 

"O segundo desafio é que, devido à pandemia, não conseguimos ainda prever em que momento nossos alunos poderão desenvolver suas atividades nas escolas parceiras e como elas serão construídas a partir desse momento", prossegue. Além disso, há incertezas sobre edital de financiamento para compra de materiais de papelaria, que são imprescindíveis para desenvolver, por exemplo, experimentos envolvendo materiais de baixo custo e elaboração de jogos didáticos.

 

Contudo, a coordenadora institucional do Pibid comemora o excelente número de bolsas conquistadas para o IFSP, porque pela primeira vez as 46 licenciaturas da instituição foram contempladas, o que envolve os 36 câmpus em funcionamento e as 7 área do conhecimento: Ciências Biológicas, Física, Geografia, Química, Pedagogia, Matemática e Língua Portuguesa.

 

Anna Isabel, terceira à direita, no 6º Cienp (2019)


Pibid. O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência ocorre no ambiente de escolas públicas ainda na primeira parte do curso, sob acompanhamento. O licenciando tem oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar que busquem a superação de problemas identificados no processo de ensino-aprendizagem.

 

Residência Pedagógica. Ocorre na segunda metade do curso, na rede pública de ensino. Trata-se de imersão que abrange regência de sala de aula e intervenção pedagógica, sob acompanhamento de professor da escola com experiência na área de ensino do licenciando e orientada por docente do IFSP.

 

O curso de Licenciatura em Física do Câmpus Votuporanga do IFSP oferece 40 vagas anuais, preenchidas por meio do Sisu, que utiliza a nota do Enem para classificar os candidatos. Noturno e com duração de 4 anos, teve a primeira turma formada em 2019.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página