Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Eleições institucionais e Orçamento são tratados no Planejamento 2020/1

Publicado: Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 14h05 | Última atualização em Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 14h37 | Acessos: 153

 

 

Reunião ocorre semestralmente e envolve todos os servidores do câmpus


Além das boas-vindas a novos servidores e dos informes referentes a ações e atividades típicas de início de semestre letivo, no dia 3 de fevereiro, segunda-feira, a reunião de Planejamento 2020/1 do Câmpus Votuporanga abordou temas diretamente ligados à gestão e funcionamento do IFSP e suas unidades.

 

Mirando a realidade local, a apresentação da execução orçamentária do exercício 2019 embasou a de 2020 e abriu o debate sobre aquisições, emendas parlamentares e andamento geral das atividades cotidianas, considerando a conjunta político-econômica e o bloqueio orçamentário ocorrido em 2019.

 

Também foram discutidas as demandas do poder público municipal por cursos de Extensão. Por meio de acordo de cooperação, a prefeitura de Votuporanga viabiliza transporte gratuito para 100 estudantes de Ensino Médio do câmpus e oferece almoço para todos os matriculados nos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio, totalizando mais de 300 refeições diárias.  Em contrapartida, a unidade supre parte da demanda do município por cursos rápidos voltados para a formação continuada de servidores públicos.

 

Novidade para 2020 é a demanda do Lar Celina, localizado no bairro Pozzobon, onde se situa o IFSP, por atividades vespertinas na área de robótica junto ao público formado por jovens em vulnerabilidade social.

 

Por fim, ficou decidido que a gincana de integração dos novos estudantes de Ensino Médio ocorrerá no dias 27 e 28 de fevereiro.

 

Eleições 2020 e Medida Provisória 914/2019

 

Material audiovisual do Conif ilustra como se dava o processo eleitoral até a edição da Medida Provisória 914/2019


O professor Marcos Amorielle Furini, Diretor-Geral do Câmpus Votuporanga, frisou aos servidores que o processo eleitoral do IFSP para os cargos de reitor e diretor-geral teve inicío em novembro de 2019, com o aval do Conselho Superior (Consup) da instituição, seguido do início de consultas aos segmentos docente, discente e técnico-administrativo para levantamento de interessados em participar das Comissões Eleitorais Locais.

 

A Medida Provisória 914/2019, publicada no dia 24 de dezembro, afeta, de imediato, a escolha dos dirigentes de universidades e institutos federais, suprimindo, por exemplo, a dos diretores-gerais, que até então ocorria por meio do voto paritário entre professores, administrativos e estudantes.

 

Constitucionalmente, as medidas provisórias editadas pelo Executivo têm prazo legal de 120 para se tornar leis. Assim, o IFSP aguarda definição da matéria no Congresso Nacional. Os mandatos do atual reitor e dos diretores-gerais no IFSP terminam em abril de 2021.

 

Leia a Nota oficial do IFSP sobre a Medida Provisória 914/2019

Leia a Nota oficial do Conif (Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica)

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página